Covid-19

A doença que popularmente é conhecida como covid-19 nos dias atuais, surgiu após um surto de pneumonia de causa desconhecida e na data de 11 de março de 2020, tornou-se uma epidemia com propagação a nível mundial, gerando um alerta à Organização Mundial de Saúde (OMS).


Alguns dos sintomas listados pelo Ministério da Saúde são:

Tosse;

Febre;

Coriza;

Dor de garganta;

Dificuldade para respirar;

Perda de olfato (anosmia);

Alteração do paladar (ageusia);

Distúrbios gastrintestinais (náuseas/vômitos/diarreia);

Cansaço (astenia);

Diminuição do apetite (hiporexia);

Dispneia ( falta de ar).


É transmitido de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de:

Toque do aperto de mão com pessoas contaminadas;

Gotículas de saliva;

Espirro;

Tosse;

Catarro;

Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, talheres, maçanetas, brinquedos, teclados de computador, etc.


Por isso, evite contato com pessoas doentes, use máscara para se proteger e proteger outras pessoas, lave sempre as mãos, não coloque-as na boca, no nariz e nem nos olhos.

Vacinação:

Em um mundo repleto de doenças, a vacina é uma importante ferramenta para a manutenção da vida.

Há muitas vacinas brasileiras que são disponibilizadas gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde);

As vacinas de uso emergencial para o Covid-19, atualmente disponíveis aqui no Brasil, são:

CoronaVac:

Desenvolvida pela empresa biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o instituto Buntantan, a vacina foi aprovada para uso emergencial no dia 17/01/2021, e tem a eficácia de 78% em casos leves e 100% em casos moderados ou graves.

Oxford:

Desenvolvida pela universidade de Oxford e pela empresa biofarmacêutica global AstraZeneca, em parceria com a Fiocruz, com a Unifesp e com o Ministério da Saúde, a vacina foi aprovada para uso emergencial no dia 17/01/2021, e tem a eficácia de 90% ao fim de todas as doses.

Atenção Bageenses!

Separamos algumas dicas importantes sobre a vacinação no municipio de Bagé, confira:


  • O horário de atendimento nas unidades de saúde é pela manhã das 08h às 12h, e pela tarde das 13h30m às 17h (O posto Camilo Gomes abre apenas até às 16h30m), então se organize para ir dentro do horário estipulado;


  • Leve um documento com foto (dê preferência ao RG);


  • Confira o frasco e a seringa na hora da aplicação, pois ocorreram diversos casos de falsas administrações do medicamento pelo Brasil;


  • Mantenha a distância lateral e frontal de 2 metros das demais pessoas;


  • Limpe as mãos frequentemente com alcóol em gel, antes e depois de tocar em objetos, jamais encostando-as no rosto;


  • Use a máscara de forma que cubra a boca e o nariz;


  • Se puder, leve alimentos não perecíveis para doar.


Mascará de proteção: Além de proteger contra o vírus que pode estar à sua volta, ela também impede que ele seja transmitido aos demais.


Álcool em gel 70%: É eficaz como forma de prevenção e deve ser utilizado nas mãos e em objetos.



Lavar as mãos: Manter essa área higienizada, elimina 50% das bactérias presentes. É eficaz quando não se tem álcool em gel á mão.

Autoras: Brenda Rodrigues , Fernanda Marques e Gabriélle Bittencourt.
Data de Publicação: 16 de nov. de 2020

Atualização: 08 de abr. de 2021 por Gabriélle Bittencourt